DIA DO METEOROLOGISTA – 14 DE OUTUBRO

Publicado em: 15 de outubro de 2012

No dia 14 de outubro se comemora o Dia do Meteorologista. A mudança na data que homenageia os profissionais foi solicitada pela SBMet (Sociedade Brasileira de Meteorologia), em 2008,  ao Confea como forma de comemorar a regulamentação da profissão em 14 de outubro de 1980. Antes, os profissionais celebravam a data no dia 3 de março.
Com as mudanças climáticas, os debates sobre sustentabilidade em alta e a proximidade de grandes eventos, a profissão de meteorologista está em ascensão. O presidente da Sociedade Brasileira de Meteorologia (SBMet), José Carlos Figueiredo, explica que como a meteorologia é uma ciência, sempre foi refém de tecnologia. “Há 15 anos o serviço de meteorologia no Brasil é considerado o 4º melhor do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, Japão e Austrália”. Figueiredo explica que para subir no ranking é preciso que o Brasil construa o seu próprio satélite meteorológico. “Ainda não conseguimos projetar esse satélite. Precisamos especializar nossos profissionais, estimulá-los a fazer doutorado no exterior, mas com garantia de retorno ao Brasil para que essa expertise seja utilizada no País”.

Mercado de Trabalho
Em média, o salário inicial da profissão é de R$ 4 mil e, ao optar por essa carreira, é primordial que a pessoa tenha afinidade com as ciências exatas, já que nos anos iniciais de faculdade as matérias são as mesmas da engenharia. “Não existe desempregado nessa área”, explica o presidente da SBMet.
Atualmente existem nove faculdades de meteorologia no Brasil, sendo elas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).
Existem também dois cursos técnicos: um no Rio de Janeiro e outro em Santa Catarina. No Sistema Confea/Crea e Mútua existem mais de 700 profissionais cadastrados na área de meteorologia.
Além de presidente da SBMet, José Carlos Figueiredo também integra o GT Rio + 20 do Confea , que tem o objetivo de inserir o Sistema nas ações de sustentabilidade desenvolvidas no País.
O Sistema Confea/Crea e Mútua parabeniza todos os profissionais meteorologistas.

Por Fernanda Pimentel
Equipe de Comunicação do Confea