Com inscrições suspensas, 77ª Soea poderá ser adiada para novembro

Publicado em: 8 de maio de 2020

A preocupação do Sistema Confea/Crea e Mútua com a pandemia do novo coronavírus levou a Comissão Organizadora Nacional da Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Con77Soea) a sugerir, nesta quarta (6), o adiamento da 77ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, incialmente marcada para 2 a 5 de agosto, e agora prevista para o período de 23 a 26 de novembro, em Goiânia, conforme proposta a ser encaminhada à Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais) e ao plenário do Confea. Durante a sessão plenária realizada na última quinta (30), havia sido definida a suspensão temporária das inscrições e das demais regras gerais relativas ao evento.

Sob a presidência do engenheiro civil Osmar Barros Jr., presidente em exercício do Confea, a terceira reunião ordinária da Con77Soea foi realizada por meio de teleconferência.  Participaram também: presidente do Crea-GO, eng agr.  Francisco Almeida; presidente em exercício do Crea-TO, eng. amb. Benjamim Frederico Anders;  coordenador da Comissão de Articulação Institucional do Sistema (Cais), eng. civ.  João Carlos Pimenta; conselheiro Federal e coordenador da Comissão do Mérito, eng. mec. Carlos de Laet Simões Oliveira; representante do Cden eng. civ. Francisco José Teixeira Coelho Ladaga; coordenador nacional representante das Coordenadorias de Câmaras Especializadas dos Creas, eng. eletric. Luiz Antônio Latrônico; representante do Contecc, conselheiro federal eng. eletric. Jorge Luiz Bitencourt da Rocha; superintendente substituto de Estratégia e Gestão, Felipe Pasqualini; assistente da CON77SOEA, Marcos Magalhães; presidente interino da Mútua, Cláudio Calheiros; gerente de comunicação da Mútua, Margareth Vicente; secretária executiva da Soea no Crea-GO, Abadilene Marques, e representante da Gerência de Tecnologia da Informação do Confea, Fernando Henriques

“Acredito que tenha sido uma decisão correta, onde procuramos manter o otimismo para a realização do evento mais tradicional da Engenharia e da Agronomia brasileiras”, declarou o presidente em exercício do Confea e coordenador da Con77Soea. Segundo ele, com a decisão, será possível estabelecer parâmetros mais consistentes para confirmar o novo calendário do evento. “Temos esse prazo por questões contratuais, e acreditamos que até lá já tenhamos um panorama mais definido deste cenário para que possamos confirmar a realização do evento em novembro”, disse Osmar Barros Jr.

Soea da Nova Era da Engenharia

Segundo o presidente do Crea-GO, eng. agr. Francisco Almeida, a nova data foi definida após a confirmação de sua viabilidade, junto ao Centro de Convenções. “Por meio dessa definição prévia, podemos projetar as demais licitações, já que este ano vamos fazer de seis a 12 licitações separadamente para que o processo se torne mais barato. Mas, antes, precisaremos confirmar a viabilidade destas datas para realizarmos a primeira Soea de uma nova era para a Engenharia. Por enquanto essa definição não depende de nós mais, mas estamos certos de que, caso seja possível, teremos condições de realizar a melhor Soea da história. Continuamos trabalhando para isso”.

O coordenador-adjunto da Con77Soea refere-se à preocupação da Engenharia e da Agronomia com as atitudes que deverão ser tomadas, não só durante a Soea, mas no próprio exercício profissional. “Todos estão envolvidos em adaptar suas atividades a essa nova era para a Engenharia e a Agronomia. Vamos também ajustar a nossa programação para debater diversos temas relativos à nossa atuação, inclusive no combate ao coronavírus, mas também o impacto da Covid-19 nas profissões do Sistema”.

Além da alteração da programação, Francisco Almeida acrescenta que a Soea de Goiânia deverá ser reestruturada para atender às orientações sanitárias implementadas nos diversos estados e municípios. “Vamos ter higienização, desinfecção. Esse será certamente um dos principais aspectos dessa nova era”. Paralelamente, a 77ª Soea também será marcada “pela inovação, pela tecnologia, pela técnica e pela cultura”, como garante o presidente do Crea-GO.

Coordenadorias e CDEN apoiam nova data

Para o engenheiro eletricista Luiz Antônio Latrônico, representante das Coordenadorias de Câmaras Especializadas dos Creas, a nova data oferece um prazo mais coerente com a atual realidade vivenciada em todo o planeta. “Na reunião anterior, vislumbramos a possibilidade de realizar em outubro, em função das datas do Centro de Convenções. Agora, ficou para novembro, o que é mais realista. Outra questão que nós também observamos é que a Con77Soea está sendo bem montada, no sentido de infraestrutura. A gente acredita que será uma das melhores Soea em termos de tecnologia, bastante diferenciada das demais”.

Para ele, a engenharia representará um alicerce fundamental para a retomada da economia após o fim da pandemia. O que já está motivando ações da coordenadoria de Engenharia Elétrica. “Vamos fazer um webseminário nosso para tratar dessas perspectivas. Também vamos fazer a nossa próxima reunião nesse formato”. Latrônico considera ainda ser necessário que a Soea promova debates sobre perspectivas como a da recuperação do setor fotovoltaico, por exemplo.

“Também inserimos nesta Soea palestras de especialistas sobre os efeitos da pandemia na engenharia brasileira, como no impacto do consumo de energia. Não temos dúvida de que haverá uma alteração na forma de trabalhar, isso já está se verificando na prática. As empresas que estavam dentro da Indústria 4.0, com a relação homem-máquina, saíram na frente nessa pandemia. No momento em que a OMS anunciou a pandemia, no dia seguinte, essas empresas já estavam trabalhando em casa, afetando pouco a sua produtividade”, diz, apontando que o custo baixo da energia, diante de reservatórios cheios em quase todo o país, poderá ser uma das alavancas para a retomada do desenvolvimento nacional.

Esperança similar tem o representante do Colégio de Entidades Nacionais (Cden), engenheiro civil Francisco José Teixeira Coelho Ladaga.  “Também acreditamos que teremos alguns painéis sobre como superar a crise na Civil. Profissionais e empresas da nossa área estão com uma crise muito grande. A gente precisa contribuir para ajudar e valorizar mais a profissão na retomada do desenvolvimento do país. Existe concreto autorrecuperado e diversos tipos de concreto, por exemplo. Temos que discutir o desenvolvimento, numa perspectiva que vem desde o sistema educacional brasileiro. A gente está no começo das reuniões. Mas temos esperança de que as coisas vão caminhar no rumo certo”.

Para Ladaga, todos tiveram a preocupação em manter o evento mais tradicional do Sistema. “A Soea está sendo feita há 77 anos. Fomos pela parte mais otimista, de que a crise vai passar e precisamos manter a motivação para as profissões. Vamos prorrogar para 23 a 26 de novembro. O presidente Francisco está empolgado em fazer um grande evento. A disposição é de fazer uma grande Soea, desde o ano passado e o Crea se preparou para isso. Mas houve essa calamidade pública muito séria que afetou muita gente. Mas também acreditamos que as dificuldades sejam superadas. A gente está sendo otimista”, ponderou.

FONTE: SITE DO CONFEA