Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Respiradores são desenvolvidos por professores e alunos da Ufma.

Publicado: 01/06/2020 20:46 – Fonte:

Professores e alunos da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) desenvolveram respiradores classe 1, aqueles que podem ser usados em assistência ao paciente até o surgimento do leito na UTI. O projeto é capitaneado pela instituição de pesquisa InescP&DBrasil, na qual a UFMA tem assento no conselho diretor.

 

Por ser um projeto em rede, nesse momento, os respiradores estão sendo desenvolvidos em seis universidades federais diferentes.

 

O projeto foi iniciado ainda em março, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Logo depois as reuniões seguiram em videoconferência e assim foi montada uma equipe de desenvolvimento. Ainda em março, já havia a versão 1, hoje, a UFMA está na versão 2 (estável) e seguindo para uma versão 3, que são a fabricação de respiradores classe 2, aquele que permite auxiliar na intubação.

 

Projetado primeiramente em Portugal, onde o equipamento já foi testado e aprovado por profissionais da área de saúde, o ventilador mecânico foi customizado para atender a realidade brasileira e tem como objetivo auxiliar os profissionais de saúde no uso de ventiladores mais sofisticados. É importante ressaltar que esta classe de ventilador não é indicada nos casos mais graves, porém, sua utilização pode ser útil como solução provisória de urgência.

 

O diretor de Gestão da Inovação e Serviços Tecnológicos da UFMA, engenheiro eletricista Shigeaki Lima, está envolvido no projeto juntamente com alunos de outros cursos e afirmou que a proposta faz parte de um sistema de manufatura distribuída, baseado em uma rede de unidades de produção, que serão laboratórios e oficinas pertencentes a institutos de ensino e pesquisa públicos e privados de todo o Brasil, que disponham de impressoras 3D, CNC’s e máquinas de corte a laser.

 

Ele explicou que o protótipo já foi enviado para alguns hospitais em São Paulo para testes em campo e também serão enviados para o INMETRO e ANVISA.

 

Para viabilizar a realização de um projeto desta magnitude é necessária uma ampla rede de pesquisadores e profissionais. Tal equipe já está disponível no âmbito da Rede INESC Brasil, que envolve mais de 20 universidades brasileiras, além do INESC TEC (instituto de ciência e tecnologia português onde o projeto do ventilador mecânico foi desenvolvido). Esta rede de pesquisa é coordenada pelo INESC P&D Brasil, um instituto de ciência e tecnologia brasileiro, que é o proponente deste projeto, e possui uma vasta experiência na gestão de projetos de pesquisa e desenvolvimento executados em rede.

Abril Verde 2024: campanha pela Vida e Segurança no Trabalho

O mês de abril é marcado pelo movimento Abril Verde, uma iniciativa que busca promover a conscientização sobre a importância…

Grupo de Trabalho (GT) realiza reunião com Serviço Móvel Pessoal (SMP) do CREA-MA para debates da implantação da tecnologia 5G no Brasil

Após a aprovação da prorrogação do Grupo de Trabalho Serviço Móvel Pessoal (SMP) até outubro deste ano, decidida na 2ª…

Janeiro Branco: Crea Maranhão promove palestra sobre saúde mental

Publicado: 31/01/2024 08:34 - Fonte: Na última quarta-feira, 24, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) promoveu…

Posse da nova diretoria e conselho marca a 1ª Plenária do Crea Maranhão em 2024

Publicado: 22/01/2024 11:12 - Fonte: Assessoria de Comunicação do CREA-MA Na noite da última terça-feira, 16, ocorreu a primeira Reunião…
Pular para o conteúdo