Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Eng. Agr. Gregori Ferrão, Conselheiro do CREA-MA, teve artigo publicado em revista internacional

Publicado: 19/01/2022 16:11 – Fonte: Assessoria de Comunicação CREA-MA

O Eng. Agr. Gregori Ferrão, Conselheiro do CREA-MA, teve artigo publicado em revista internacional, com o título “A expansão da soja impacta na matéria orgânica do solo no leste maranhense”. O trabalho foi desenvolvido em conjunto com a equipe da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Universidade de São Paulo (USP).

Recentemente, a região leste do estado do Maranhão (Nordeste do Brasil) tornou-se um hotspot de mudança de uso da terra (MUT) diretamente da vegetação nativa para o cultivo de soja, mas devido às características do solo, esta MUT tem causado uma redução substancial nos teores de carbono orgânico do solo (COS) e nitrogênio.  Portanto, quantificamos esses impactos decorrentes de dois fatores: (i) diferentes prazos após o MUT e (ii) práticas de manejo do solo contrastantes. Para o primeiro estudo, amostras de solo (0–30 cm em seis réplicas) foram coletadas em áreas cultivadas com soja um ano , oito anos e 15 anos após a MUT. No segundo estudo, outra área foi amostrada, sendo que parte foi manejada em plantio direto (PD) e a outra com arado de aiveca (PC). Nos dois estudos, a vegetação nativa (VN) foi amostrada como controle. VN armazenou cerca de 50 Mg de carbono (C) ha−1; mas a MUT reduziu os estoques de C em 35% (após 8 e 15 anos); além disso, o C lábil diminuiu entre 20% e 45%, enquanto o C microbiano diminuiu entre 20% e 60%, considerando o intervalo entre o ano um e 15 anos. Em relação ao manejo do solo, o PC não causou diferenças no estoque de C (24 Mg C ha−1) em comparação com PD; no entanto, tanto o C lábil quanto o C microbiano diminuíram em 15% para o PD, enquanto diminuiu 40% para o PC. Esses resultados nos levam a acreditar que, como a MUT é inevitável, sugerimos a adoção das melhores práticas de manejo agrícola, a fim de preservar/aumentar o COS, reduzindo os impactos nas emissões de gases do efeito estufa e, assim, alcançar sustentabilidade e rentabilidade.

 

Autores: Marcos Siqueira-Neto. Gustavo V. Popin. Gregori E. Ferrão. Arthur K. B. Santos. Carlos E. P. Cerri. Tiago O. Ferreira.

 

Revista: Soil Use and Management. Janeiro de 2022.

Confira o artigo na íntegra:

Participe da Semana da Acessibilidade do Clube de Engenharia do Maranhão

Participe da Semana da Acessibilidade do Clube de Engenharia do Maranhão! 🗓️ Datas: 25 a 28 de junho de 2024…

Abril Verde 2024: campanha pela Vida e Segurança no Trabalho

O mês de abril é marcado pelo movimento Abril Verde, uma iniciativa que busca promover a conscientização sobre a importância…

Grupo de Trabalho (GT) realiza reunião com Serviço Móvel Pessoal (SMP) do CREA-MA para debates da implantação da tecnologia 5G no Brasil

Após a aprovação da prorrogação do Grupo de Trabalho Serviço Móvel Pessoal (SMP) até outubro deste ano, decidida na 2ª…

Janeiro Branco: Crea Maranhão promove palestra sobre saúde mental

Publicado: 31/01/2024 08:34 - Fonte: Na última quarta-feira, 24, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) promoveu…
Pular para o conteúdo