Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Delegados avaliam 59 propostas nacionais sistematizadas

Publicado: 11/10/2022 20:34 – Fonte: Assessoria de Comunicação CREA-MA

Nos dias 7 e 8 de outubro, os profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua de todo o Brasil se mobilizaram em torno das 59 propostas sistematizadas durante o 11° Congresso Nacional dos Profissionais (CNP). Na tarde de sexta-feira (7/10) e na manhã deste sábado (8/10), os cerca de 500 delegados se dividiram em oito grupos para pré-analisar os textos e aprová-los ou não. Seguem para a plenária final, quando todos se reúnem novamente, as propostas que não tiverem sido diretamente aprovadas ou rejeitadas por pelo menos seis grupos.

 

Unificação dos sistemas de informação dos Creas; incentivo ao contínuo treinamento da fiscalização dos Conselhos Regionais; adição do QR Code as placas de obras; criação do Programa Crea Jovem Engenheiro em âmbito nacional; eleição direta para a Diretoria Executiva da Mútua, criação e implantação de programa nacional de residência profissional, após a formação acadêmica foram alguns dos temas em pauta, em proposições divididas nos eixos temáticos “Inovação Tecnológica”, “Infraestrutura” e “Atuação Profissional”.

 

GT Cinza

O grupo cinza contou com a participação de 54 delegados, profissionais de todos os estados do país. Coordenado pelo conselheiro do Crea-SP Alexander Ramos, o grupo foi conduzido pela mesa composta pelos secretários Ana Caroline Figueiredo (Crea-BA) e Juan Ébano (Crea-PB), os relatores Ricardo Vidinich (Crea-PR) e Maribondo Vinagre (Crea-RN) e o assessor técnico Ricardo Sotto Maior (Confea). Os delegados rejeitaram 7 das 59 propostas apresentadas no CNP.

 

Foi uma discussão tranquila, com debate de ideias sem excessos. “Foram dias importantes para a Engenharia, Agronomia e Geociências nacionais. Todos os profissionais presentes participaram ativamente, empenhados e comprometidos com o CNP, em avançar com muito progresso nas legislações que vão favorecer toda a sociedade brasileira”, disse o conselheiro Alexander Ramos.

O coordenador acrescentou que não houve nenhuma discussão problemática que viesse desfavorecer qualquer questão da área profissional. “O balanço é completamente positivo. Saio feliz com a motivação dos delegados e dos Creas em prol de nossas atividades profissionais e, principalmente, no avanço de políticas públicas”, afirma. Alexandre Ramos lembrou aos delegados presentes que o trabalho vai continuar, agora nas mãos da alta direção do Confea para dar provimento a todos os pleitos dos profissionais que serão ratificados ao final do 11⁰ CNP.

GT Vermelho

Conduzido pelo coordenador Paulinho Felippin (Crea-RR), o grupo vermelho, no primeiro dia, com o quórum composto de 62 delegados, aprovou 32 propostas e rejeitou oito, além de também terem votado uma moção referente à taxação sobre energia distribuída. Já no segundo e último dia, sábado, 61 delegados presentes votaram as 19 propostas restantes, sendo 13 aprovadas e 6 rejeitadas. Ao total, o grupo vermelho aceitou 45 das 59 Propostas Nacionais Sistematizadas (PNS) submetidas à votação, representando uma taxa de mais de 75% de aprovação das propostas.

 

De acordo com o coordenador Paulinho, o grupo vermelho mostrou grande dedicação no debate das propostas. “Estamos aqui neste CNP finalizando um trabalho que foi iniciado lá nos estados, e chegaram aqui excelentes propostas para melhoria não só para o Sistema, como também para a sociedade como um todo. As discussões foram muito bem fundamentadas, acaloradas em certos momentos, com todos aguerridos em defender suas propostas. Houve um grande empenho de todos os envolvidos e com isso todos nós podemos ganhar”, disse.

 

Também fizeram parte da mesa diretiva do grupo a presidente do Crea-AC, Carmen Nardino; a presidente do Crea-AL, Rosa Tenório; e o anfitrião do evento, presidente do Crea-GO, Lamartine Moreira Júnior.

 

GT Laranja

Com 59 delegados presentes, o grupo laranja promoveu as discussões das 59 PNS, entre os dias 6 e 7 de outubro. Por problemas técnicos, no primeiro dia de trabalho, o GT – seguindo o regimento – optou por realizar a votação manualmente. No sábado, os votos foram computados digitalmente. Ao final foram aprovadas 47 propostas.

 

A vice-presidente do Crea-SE, Helenice Leite Garcia, coordenou os trabalhos e falou sobre a importância do fórum. “O Sistema Confea/Crea e Mútua não vive à margem da sociedade, ele faz parte da dela. Tudo o que se pensa em prol do Sistema, estamos pensando também em prol da sociedade. Essa máscara de o Crea ser apenas um órgão fiscalizador é equivocada. Quem fiscaliza tem o intuito de proteger para que não se erre e não tenhamos danos.  E nesse sentido eu acredito que o CNP foi o melhor possível”.

 

Sobre as discussões dos dois dias de votação, ela avalia: “O debate com respeito e bom senso é necessário. Como são propostas vindas de diversos estados era esperado que tivéssemos ponto de vistas diferentes entre os participantes, mas o que importa é que essas propostas foram pensadas para sugerir melhorias para todos nós, profissionais e sociedade, afinal de contas, o nosso tema é desenvolvimento nacional”.

 

GT Amarelo

O grupo amarelo elegeu como secretários os profissionais Rosa Freitas (Crea-PA) e Nelson Burille (Crea-RS) como coordenadores. Já para relatores foram escolhidas as profissionais Maria Cristina (Crea-SP) e Elizangela Bortoluzzi (Crea-SC). Os 65 delegados presentes votaram nas 59 propostas apresentadas com aprovação de 44 propostas e 15 rejeitadas. Todas as propostas foram colocadas para apreciação no mesmo dia e finalizadas. Para a coordenadora do Grupo, Fernanda Vanhoni (Crea-SC), a reunião teve um saldo positivo. “O trabalho foi muito bom, conciso, rápido, sem grandes dificuldades. Acredito que fizemos um bom trabalho em prol da Engenharia”.

 

GT Azul Escuro

O grupo identificado com o colete azul escuro foi composto por 66 delegados com direito a voz e voto. Durante as discussões, o GT apreciou 59 propostas sistematizadas, que vieram dos quatro cantos do Brasil. Ao todo, o grupo aprovou 34 propostas e reprovou 25 das analisadas.  As propostas incluídas no eixo Atuação Profissional foram as que geraram os debates mais acalorados pelo grupo.  “Esses dois dias foram bastante produtivos, a maioria das propostas aqui foram aprovadas, tem algumas delas que tem debates mesmo, o que é normal, já que estamos votando propostas que irão trazer melhorias para o nosso sistema e para o profissional”, ressaltou o coordenador, Luís Cláudio de Oliveira Ramos (Crea-RO). Além de Ramos, compuseram a mesa do grupo azul Luís Cláudio de Oliveira Ramos (Crea-RO), os secretários Emerson Miguel Schoeffel (Crea- SC) e Eric Marinho do Nascimento (Crea-PI) e as relatoras das propostas Ângela Paviani, (Crea-SC) e Glaucia dias Ferreira (Crea-GO).

 

GT Roxo

Dando início aos trabalhos, o grupo roxo montou sua mesa diretora, composta pelo Marco Antônio Fontoura Hansen (Crea-RS), como coordenador, a Thais Vogel (Crea-PR), como primeira relatora, eng. prod. Wilson Linhares (Crea-SE), como segundo relator, Pedro Bonfim (Crea-RO), como primeiro secretário, e Maria Consuelita Oliveira (Crea-MG), como segunda secretária. As discussões das propostas analisadas pelo grupo roxo foram marcadas, no princípio dos debates, por divergências entre os próprios delegados e alguns convidados. O grupo foi formado por 68 delegados eleitos durante os Congressos Estaduais de Profissionais (CEP). Alguns delegados quiseram incluir emendas às propostas já sistematizadas, o que não é possível nesta instância. Após os esclarecimentos e com um clima mais tranquilo, o grupo discutiu as 59 propostas, das quais apenas 8 foram reprovadas.

 

O delegado do Crea-MG Henrique de Freitas Galvão considerou muito importante a interação de todos os profissionais do país, a diversidade de ideias, os debates de alto nível e comentou: “É do debate que surge a melhor ideia, eu saio daqui muito maior do que eu entrei e com esperança de que o Crea vai se renovar e se reinventar”. Sobre as propostas, o engenheiro destacou: “As eleições diretas via web são de extrema importância, isso para o sistema é vital, para revitalização do sistema, para mexer as peças desse jogo e injetar novas pessoas e novas ideias”. Por fim, os delegados do GT roxo aprovaram um manifesto para que o próximo CNP tenha mais dias para sistematização das propostas, com acompanhamento da assessoria jurídica para acompanhar.

 

GT Azul Claro

Coordenado por Lígia Francovig Rachid, o grupo azul claro discutiu as 56 propostas nacionais sistematizadas para o 11° Congresso Nacional de Profissionais – CNP. Destas, 48 foram aprovadas, e oito, rejeitadas. Para a coordenadora do grupo as discussões foram positivas. “Eu fiquei bastante satisfeita que a grande maioria entendeu o que foi trabalhado nos encontros locais”, afirmou Lígia. Ainda segundo Rachid, “isso vai fazer com que lá na base as propostas sejam mais trabalhadas”.

O conselheiro federal Genilson Pavão ressaltou a importância do debate com os profissionais, avaliando que o 11º CNP representa a democracia da Engenharia. “Há várias propostas que foram organizadas de forma a criar um novo Norte para a aproximação do Sistema Confea/Crea e Mútua com a sociedade civil e os órgãos de controle municipais, regionais e federais. Isso proporcionará um alcance maior do sistema para o seu objetivo, que é garantir a segurança da sociedade”, analisou Pavão.

 

Para o eng. civ. Denis Silva da delegação de Santa Catarina, o GT 5 proporcionou um ambiente bem amplo de conversa, com troca de ideias de diversas matizes, por parte delegados de todos os 26 estados e o Distrito Federal. “Estamos enviando propostas boas para o Plenário do Confea, para serem consolidadas em forma de decisões plenárias, decisões normativas, ou até mesmo propostas de lei a serem encaminhadas para o Congresso Nacional, visando a uma ampliação maior da participação do Sistema na política nacional, o que reflete diretamente os anseios dos profissionais”, concluiu o delegado.

 

GT Verde

O debate começou acalorado no primeiro dia do grupo verde, integrado pela coordenadora Rute Carvalhal (Crea-BA), pelas secretárias Ana Paula Fogaça (Crea-BA) e Marlene Ferronalo (Crea-PR) e as relatoras Selma Costa (Crea-MG) e Natália Caffer (Crea-RO), além dos 69 delegados participantes de todo o país.

No fórum, os representantes aprovaram apenas 27 das 59 propostas; outras quatro reprovadas ainda no primeiro dia de discussões. No segundo dia, outras cinco foram rejeitadas, totalizando nove. De acordo com a coordenadora, o sábado de trabalho foi bem tranquilo e o grupo conseguiu cumprir o acordado, encerrando o restante das propostas antes de meio dia.

“Fomos o primeiro grupo a encerrar a votação neste sábado (8). Quero registrar a participação das mulheres que integraram a nossa bancada. Agradeço ainda a todos os delegados que estiveram conosco neste grupo. Foi um trabalho intenso, mas conseguimos concluir com êxito e sair felizes com o resultado”, afirmou Rute Carvalhal.

Reportagem: Abigail Cardoso (Crea-MA), Anelly Medeiros (Crea-RN), Daniel Lobato (Crea-AC), Elini Oliveira (Crea-TO), Felipe Moreno (Crea-AL), Janaína Laurindo (Crea-SC), Marice Rocha (RO), Suelen Viana (Crea-RO)
Edição: Fernanda Pimentel e Beatriz Craveiro (Confea) Revisão: Lidiane Barbosa (Confea)
Equipe de Comunicação do 11º CNP
Fotos: Abigail Cardoso,  Anelly Medeiros, Daniel Lobato, Elini Oliveira, Felipe Moreno, Janaína Laurindo, Marice Rocha, Suelen Viana e Juliana Nogueira Fotografias

Abril Verde 2024: campanha pela Vida e Segurança no Trabalho

O mês de abril é marcado pelo movimento Abril Verde, uma iniciativa que busca promover a conscientização sobre a importância…

Grupo de Trabalho (GT) realiza reunião com Serviço Móvel Pessoal (SMP) do CREA-MA para debates da implantação da tecnologia 5G no Brasil

Após a aprovação da prorrogação do Grupo de Trabalho Serviço Móvel Pessoal (SMP) até outubro deste ano, decidida na 2ª…

Janeiro Branco: Crea Maranhão promove palestra sobre saúde mental

Publicado: 31/01/2024 08:34 - Fonte: Na última quarta-feira, 24, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) promoveu…

Posse da nova diretoria e conselho marca a 1ª Plenária do Crea Maranhão em 2024

Publicado: 22/01/2024 11:12 - Fonte: Assessoria de Comunicação do CREA-MA Na noite da última terça-feira, 16, ocorreu a primeira Reunião…
Pular para o conteúdo