Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Comissões regionais de Ética se reuniram em Brasília

As coordenações das Comissões de Ética dos Creas participaram da 4ª Reunião Nacional do Fórum, iniciada na manhã da quarta-feira (3/11), sob o comando titular Carmem Eleonôra Amorim, que tem como adjunto Paulo Roberto de Oliveira, ambos engenheiros civis.

Publicado: 18/11/2021 13:07 – Fonte: Assessoria de Comunicação CONFEA

Aconteceu entre os dias 3 e 5 de novembro o 4 Fórum Nacional das Comissões de Ética dos CREAS em Brasília. O Sistema Integrado de Processos Éticos (Sipe) e a reformulação da Resolução 1004, de 2003, que trata do regulamento para a condução dos processos ético-disciplinares, foram dos itens de pauta mais debatidos durante a 4ª reunião nacional das coordenadorias regionais de comissões de ética dos Creas.

Além desses temas, a participação de Ana Arraes, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), abrindo a palestra sobre obras financiadas com dinheiro da União e que estão paralisadas, apresentada por Rommel Brandão, da Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura Urbana, do mesmo tribunal, marcou a última reunião do ano da CNCE.

Sipe: mudança histórica
Apresentado por Marcelo Gomes, analista de sistemas cedido pelo Crea-GO e lotado na Gerência de Tecnologia da Informação (GTI), do Confea, o Sipe é uma ferramenta baseada no Business Intelligence (BI), inteligência de negócios que coleta, organiza, analisa e compartilha informações que oferece suporte para a tomada de decisões. Desenvolvido pelo GT da CNCE coordenado pelo eng. civ. Itamir Montemezzo (Crea-PR), o trabalho é considerado “um anseio antigo e que vai mudar a história do trâmite e julgamento dos processos éticos do Sistema Confea/Crea”, pela coordenadora nacional do fórum, a eng. civ. Carmem Eleonôra Amorim, que agradeceu o empenho do eng. civ. Joel Krüger e de Renato Barros, presidente e superintendente do conselho federal, para a concretização da proposta.

“O Sipe trabalha não só com Código de Ética e sim com qualquer normativo que venha a existir no futuro”, informou Marcelo Gomes, que adiantou os normativos já inclusos na ferramenta: a Resolução 1090, de 2017, que dispõe sobre o cancelamento de registro profissional por má conduta pública, escândalo ou crime infamante; a Lei 5.194, de 1966, que regulamenta as profissões reunidas pelo Sistema Confea/Crea e o Código de Ética Profissional, adotado desde 1957 e regulamentado pela Resolução 1002/2002.

Todo parametrizado, o sistema permite ajustes conforme as necessidades das instâncias formadas pelo Administrador, no caso o Confea que terá acesso total; o Assistente, que poderá acessar somente os relatórios, podendo gerar planilhas, mas sem poder inserir, alterar ou excluir dados; o Conselheiro, que acessará os dados consolidados mas não gerará planilhas; Operador, que não cadastra usuários, mas tem acesso total aos demais cadastros.

Antes da implantação do Sipe nos Creas, prevista para o próximo ano, os coordenadores regionais aprovaram a realização de um teste de 8 a 26 de novembro com os Creas do Ceará, Distrito Federal, Goiás, Paraíba, Paraná e Rondônia que integram o GT de estudos, levantamentos e pesquisas que resultaram no teor da proposta.

Resolução 1004: principais alterações sugeridas

Para Carmem, o resultado do trabalho do GT – coordenado por Raissa Caroline Mattos Chagas (Crea-RO) – e que resultou na elaboração da proposta de modernizar a Resolução 1004, destaca aspectos práticos no trâmite processual:

“Estamos nos adequando e criando, por exemplo, a figura da conciliação entre as partes, o Termo de Ajuste de Conduta (TAC), esclarecemos sobre agravantes como erros técnicos, negligência e também propomos reduzir o tempo de tramitação dos processos.”

Obras públicas: proposta de convênios

Para Ana Arraes, “o Confea é um dos atores dos diversos estágios de execução do complexo processo que envolve atos públicos e privados, processo em que o TCU também atua empregando métodos e tecnologias inovadoras e aperfeiçoando pessoal e infraestrutura”.

Ela também informou que o TCU “já alertou o Congresso acerca do prejuízo causado pela liberação de recursos para novas obras, em detrimento da conclusão das iniciadas e constantemente paralisadas”, e citou a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 1998, como “a primeira a tratar da fiscalização de obras a cargo do TCU”. Para Ana, “debater o tema aprimora os próximos passos”.

Falta de planejamento, de disponibilidade de recursos suficientes, problemas técnicos e abandono pela empresa estão entre as principais causas das cerca de 34 mil obras paralisadas atualmente, gerando um prejuízo de cerca de R$ 15bi.

Entre os dados confirmados por Rommel, das 49 ações feitas este ano pelo Fiscobras, ciclo de fiscalização ao TCU, 54% das obras paralisadas apresentam falhas no projeto, na planilha orçamentária e na licitação.

O assunto vem sendo discutindo no fórum da CNCE e gerou proposta para a realização de convênios de cooperação técnica entre Confea e TCU  e Creas com os tribunais de contas estaduais, com o objetivo de acessar os dados sobre licitações, obras, serviços de  profissionais e empresas envolvidas, para garantir mais agilidade no processo de fiscalização, facilitando, assim, as ações das comissões de ética.

A emoção marcou o encerramento da 4ª reunião da CNCE, a última do ano. Todos, sem exceção, reconheceram o trabalho “produtivo e significativo” desenvolvido pelos grupos formados para desenvolver o plano de trabalho com maior detalhamento em diversas reuniões virtuais com o objetivo de elaborar documentos substanciais para elaborar as propostas da comissão que, em 2021, encaminhou 27 delas à Comissão de Ética e Exercício Profissional, a quem a CNCE é ligada. Todos também pontuaram a coordenação feita por Carmem Eleonôra Amorim, auxiliada por Paulo Roberto Oliveira.

Agradecer foi a palavra mais pronunciada no final dos trabalhos.

Representando o CREA-MA, esteve presente no 4º Fórum Nacional de Comissões de Ética, o conselheiro, Eng. Civ. Luís Hadade.

Grupo de Trabalho (GT) realiza reunião com Serviço Móvel Pessoal (SMP) do CREA-MA para debates da implantação da tecnologia 5G no Brasil

Após a aprovação da prorrogação do Grupo de Trabalho Serviço Móvel Pessoal (SMP) até outubro deste ano, decidida na 2ª…

Janeiro Branco: Crea Maranhão promove palestra sobre saúde mental

Publicado: 31/01/2024 08:34 - Fonte: Na última quarta-feira, 24, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) promoveu…

Posse da nova diretoria e conselho marca a 1ª Plenária do Crea Maranhão em 2024

Publicado: 22/01/2024 11:12 - Fonte: Assessoria de Comunicação do CREA-MA Na noite da última terça-feira, 16, ocorreu a primeira Reunião…

CREA-MA Inicia 2024 com Curso Gratuito de Python para Engenharia

Publicado: 19/01/2024 17:13 - Fonte: Assessoria de Comunicação do CREA-MA O Conselho Regional de Engenharia, Agronomia e Geociência (CREA-MA) inicia…
Pular para o conteúdo