Eleições do Sistema Confea/Crea e Mútua são adiadas.

    Na tarde desta segunda-feira, 13 de julho, a Comissão Eleitoral Federal publicou nota oficial em que comunica a suspensão da data de votação (prevista para 15 de julho) do processo eleitoral do Sistema Confea/Crea e Mútua. A decisão ocorreu por força de ordem liminar da justiça. A CEF apresentará nova data e ajustes no calendário eleitoral em momento oportuno.

Leia a nota oficial na íntegra.

 

Dia do Engenheiro Sanitarista.

Hoje o dia é dedicado ao Engenheiro Sanitarista. Parabenizamos este profissional essencial para a área social, de saúde e ecológica. Sua atividade inclui execução de projetos e obras saneamento que melhoram a qualidade de vida da população.

Nelson Cavalcanti.

Presidente em exercício do Crea-MA.

Dia do Engenheiro Florestal.

No dia do Engenheiro florestal, nossa homenagem vai para todos os profissionais responsáveis por analisar os ecossistemas florestais e planejar estratégias para que seja feito seu uso de maneira sustentável. Parabéns a todos os Engenheiros Florestais!

Nelson Cavalcanti
Presidente em exercício do Crea-MA.

Dia do Engenheiro de Minas.

Hoje é dia de homenagear os Engenheiros de Minas. Estes profissionais se dedicam à pesquisa, exploração e aproveitamento dos recursos minerais. Parabéns, Engenheiros de Minas!

Nelson Cavalcanti
Presidente em exercício do Crea-MA

Médico considera eficaz protocolo sanitário para eleições do Sistema.

As ações de proteção definidas para as eleições do Sistema Confea/Crea e Mútua do próximo dia 15 de julho foram submetidas à análise de especialista da área de saúde. Segundo parecer técnico, “com o seguimento das medidas adotadas, o risco de contaminação é praticamente nulo”. A avaliação é do coordenador do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional do Confea, Josafá Teixeira Cavalcante.

Na avaliação do especialista, “as medidas adotadas atendem aos propósitos de esclarecimentos de como as pessoas devem se comportar no dia e no local de votação para prevenir e evitar a transmissibilidade da covid-19, com ênfase aos mesários que por força das circunstâncias permanecem mais tempo no mesmo local e contatos frequentes com o público”.

Para emitir o parecer, o médico do trabalho analisou as ações preventivas que serão adotadas pelas Comissões Eleitorais nos locais de votação e os materiais orientativos produzidos pela Comissão Eleitoral Federal (CEF). Também foram avaliadas a forma de disposição das mesas eleitorais, as características físico-sanitárias dos ambientes de votação, a dinâmica de entrada, saída e permanência de pessoas no recinto de votação, as etiquetas respiratórias e os comportamentos a serem adotados por todos os envolvidos no processo eleitoral, em especial pelos mesários, fiscais e eleitores.

“O local de votação, sem aglomeração de pessoas, com a correta adoção das medidas preventivas adotadas pela Comissão Eleitoral Federal e Comissões Eleitorais Regionais, representam medidas eficazes para evitar a contaminação ou propagação do novo coronavírus – covid-19”, conclui Cavalcante.

O parecer foi divulgado pela Comissão Eleitoral Federal após reunião desta segunda-feira (6). Em nota oficial, a CEF reforça estar cumprindo as recomendações das autoridades sanitárias competentes no combate à pandemia. “Várias medidas vêm sendo tomadas pelo Confea, pelos Creas e pela Mútua, visando resguardar a saúde e a integridade física dos seus colaboradores, dos profissionais registrados e de toda a coletividade”, ressalta a comissão ao reafirmar o “compromisso de conduzir as eleições para o preenchimento dos cargos de presidentes do Confea e dos Creas, conselheiros federais e diretores das Caixas de Assistência dos Profissionais dos Creas com lisura e transparência, garantindo a legitimidade dos processos eleitorais e o livre exercício do direito de voto da comunidade profissional para a escolha dos seus representantes, a fim de fortalecer a democracia”.

Neste ano, a votação será no dia 15 de julho (quarta-feira), das 8h às 19h.

Leia também:
– Creas adotam ações preventivas ao coronavírus para 15 de julho

– Deliberação reúne medidas sanitárias para o dia das eleições

– Calendário das eleições 2020

– Página da Comissão Eleitoral Federal compila deliberações e notas oficiais

FONTE: SITE DO CONFEA.

 

CONPEJ realiza Curso de Perícia Judicial Noturno online por Transmissão ao Vivo.

O Conselho Nacional dos Peritos Judiciais da República Federativa do Brasil – CONPEJ, realizará nos dias 13, 14, 15 e 16 de julho, o Curso de Perícia Judicial Noturno online por Transmissão ao Vivo.

Estão inclusos no curso os benefícios:
Filiação ao CONPEJ: BÔNUS
Carteira Associativa: BÔNUS
1° Anuidade: BÔNUS
Inclusão no Banco de Dados de Perito do CONPEJ: BÔNUS
Assistência durante 1 ano
Sala de debate pós curso
Clube de Vantagens com diversas empresas parceiras

A carga horária é de 20 horas/aula, das 18:30 as 22:30:00h.

O curso de Perícia Judicial, trata dos aspectos técnicos da
profissão, para que os mesmos possam ter conhecimentos e possibilidade
de atuar na esfera Judicial e Extrajudicial.

O sistema metodológico utiliza diversos recursos disponíveis em
tecnologia para promover uma maior interação de seus participantes.
Com a presença do professor em sala de aula esclarecendo as dúvidas e
interagindo com o aluno, aplicando exercícios e provendo meios de
visualização da prática do dia a dia.

Maiores informações pelo link:

https://api.whatsapp.com/send?phone=5581982800556&text=CONPEJ%20-%20PE

Conpejpe@conpej.org.br

(81) 3877-3963

(81) 98280-0556

FONTE: CONPEJ.

Câmara Especializada de Engenharia Elétrica realiza 4ª Reunião Ordinária.

A Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) realizou nesta terça-feira (30), por meio de videoconferência, a 4ª Reunião Ordinária da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica.

A reunião foi conduzida pelo coordenador da Câmara, eng. elet. Rogério Moreira Lima e foram deliberados 57 processos.

No início da reunião, o presidente em exercício do Crea-MA, Nelson Cavalcanti, cumprimentou os componentes da Câmara e comentou sobre a realização das eleições do Sistema Confea/Crea/Mútua, que ocorrerão no próximo dia 15 de julho, destacando sua importância e conclamando todos a participar e também sensibilizar demais profissionais à presença neste dia.

Por meio do uso de uma ferramenta disponibilizada no Sistema de Informações Técnico-Administrativas dos Creas (Sitac), denominada de Módulo Conselheiro, os membros da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica deram início à reunião avaliando os processos de registros de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART)  fora de época, defesas de auto de infração, inclusões de responsável técnico e relatórios de fiscalização.

Em seguida, foi definida a área a ser fiscalizada por acobertamento conforme determina o art. 2º da DN 111. O encontro também contou com uma discussão sobre o Livro de Ordem, além das discussões sobre a Resolução 074-2019 CFT e a Resolução 083-2019 CFT.

Também participaram da reunião o assessor técnico Geraldo Ribeiro, o Assessor das câmaras, advogado Alex Bastos e os membros da câmara, engenheiros eletricistas Fernando Lima, Ciro Bianco, Clovis Oliveira, Samuel Candeiras e Catterine Bianco.

Deputado propõe agenda positiva contra normas exorbitantes

Na tarde desta quarta-feira (1º), lideranças do Sistema participaram da live promovida pela Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industria (Fenemi) com o deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), autor do Projeto Decreto Legislativo (PDL) 304/2020, que susta a Resolução 101 do Conselho Federal dos Técnicos (CFT).

Durante a reunião on line, que teve como mediador o presidente da Federação, eng. mec. Marco Aurélio Braga, o parlamentar defendeu que é consenso entre entidades do setor que engenheiros mecânicos executem e supervisionem os serviços de maior complexidade em sua área de atuação. “Quando o Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) expandiu as atribuições dos Técnicos Industriais com habilitação em Mecânica, extrapolou seu poder regulamentar. Não é indicado, segundo os órgãos de classe, conferir a profissionais de nível médio as atribuições que são exercidas exclusivamente profissionais de nível superior.”, ponderou Geninho. Para tanto, ele sugeriu a criação de uma agenda positiva de modo a identificar outras resoluções que afetem as profissões ligadas ao Sistema Confea/Crea e assim criar um ato conjunto.

O deputado ainda destacou a importância da mobilização dos Creas juntos aos parlamentares dos respectivos estados para que apoiem o Projeto Decreto Legislativo. “Precisamos dessa mobilização legislativa para que o projeto ganhe força e entre na pauta das comissões da Câmara dos Deputados”, explicou.

Durante o evento, o presidente em exercício do Confea, eng. civ. Osmar Barros Júnior, recapitulou a reunião técnica realizada semana passada pela Comissão de Educação e Atribuição Profissional (Ceap)– a pedido da Fenemi – em que diversos argumentos foram apresentados. “Não estamos falando em reserva de mercado, estamos defendendo a segurança da sociedade por meio da valorização das profissões do nosso Sistema.”, esclareceu Osmar. J
Já o coordenador da Ceap, eng. agr. Luiz Antonio Lucchesi, complementou: “É preciso rever os decretos presidenciais que permitem a proclamação dessas barbaridades”, disse referindo-se às resoluções publicadas pelos conselhos profissionais. Lucchesi informou ainda que todas as sugestões apresentadas na reunião técnica em breve estarão disponíveis por meio de um documento que será publicado pelo Confea.

Para o conselheiro federal eng. mec. Carlos de Laet, é preciso distinguir o perfil profissiográfico de um técnico e de um engenheiro. “Precisamos deixar claro que a carga horária de um engenheiro é o triplo de horas do técnico, existe um perfil e um conteúdo pedagógico específico”.

Debates
Ainda durante a discussão, o ex-conselheiro do Crea-SP eng. de prod. e eng. mec Milton Vieira sugeriu que seja feito um estudo comparativo técnico para subsidiar o Confea “Devemos fazer um estudo comparativo reunindo a carga horária regulamentada, regulamentos, conhecimentos, conteúdos e as atividades práticas evidenciando as diferenças na formação de cada profissional”, defendeu. Em seguida, o coordenador de Área de Engenharias e Ciência da Computação da URI Erechim, professor Cristiano Vitorino, falou da ferramenta desenvolvida para análise curricular do curso de Engenharia Mecânica. “Apresentamos a ferramenta durante a 76ª Semana Oficial da Engenharia e Agronomia (Soea), em Palmas, e acho que ela pode contribuir para essa análise”, explicou.

O presidente do Sindicato da Indústria de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar de São Paulo (Sindratar-SP), eng. mec. Carlos Eduardo Trombini, lembrou que em 2018 apresentaram ao Plenário do Confea o documento “As atribuições profissionais nos campos de atuação das Engenharias e o CAU-BR”, referindo-se ao conflito de competências envolvendo o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e a Resolução 21, que extrapola ao relacionar as competências dos arquitetos. “Podíamos fazer algo na mesma linha para subsidiar tecnicamente o jurídico”, sugeriu Trombini.

Encaminhamentos
Na opinião do deputado o debate de hoje contribuiu para reunir subsídios. “Acredito que a live da Fenemi foi bem esclarecedora, pois foi uma oportunidade de sanar possíveis dúvidas e esclarecer pontos importantes do PDL. Discussões sobre temas de repercussão são sempre pertinentes perante as propostas que têm por objetivo alterar a legislação vigente. Inclusive, eu e minha equipe, estamos à disposição para esclarecer qualquer ponto que ainda não esteja compreensível para as categorias envolvidas”, disse o deputado federal Geninho Zuliani.

De acordo com o presidente da Femeni, as entidades vão se reunir para sensibilizar os parlamentares sobre a importância do PDL. “Junto com o deputado Geninho, as entidades, os Creas e o Confea vamos conscientizar a todos sobre o risco que a sociedade corre ao ter serviços executados por profissionais que não têm habilitação plena”, disse. Marco ainda reforçou a importância de opinar na enquete referente ao PDL 304/2020, que está no site Câmara dos Deputados. “É importante que a sociedade se posicione contra os efeitos da Resolução 101, votando “Concordo Totalmente” com a sustação.”, esclareceu o presidente da Fenemi.

A reunião realizada hoje está disponível no canal do Youtube do Conemi.

FONTE: SITE DO CONFEA.

 

 

 

Eleições do Sistema Confea/Crea confirmadas para 15 de julho.

A Comissão Eleitoral Federal (CEF) deliberou nesta segunda-feira (29/6) pela manutenção do dia 15 de julho para as Eleições Gerais do Sistema Confea/Crea e Mútua 2020. A votação acontecerá das 8h às 19h, com cédulas oficiais em urna convencional, e a apuração será manual, segundo a deliberação publicada na página da comissão.

A decisão da CEF leva em conta a necessidade de “garantir o período dos mandatos de três anos, sem colocar em risco a legitimidade do processo democrático de escolha dos dirigentes do Sistema”.

O documento reforça ainda uma série de medidas que deverão ser adotadas pelos mesários, com objetivo de prevenir a disseminação da covid-19 durante a votação. Entre os cuidados, estão a distribuição de luvas de plástico descartáveis aos eleitores no ingresso do recinto de votação, desinfecção com álcool 70% de locais acessíveis às mãos, uso obrigatório de máscaras e a limitação de acesso aos elevadores para uma pessoa por vez.

Leia também: CEF define medidas preventivas à covid-19 para o dia das eleições

Neste ano, serão escolhidos profissionais para os cargos de presidentes do Confea e dos Creas, conselheiros federais (BA, TO, MA, PR e RS) e diretores-gerais e administrativos das Caixas de Assistência dos Profissionais dos Creas (Mútua).

FONTE: SITE DO CONFEA.