7ª Plenária do CREA-MA

Na última terça-feira, 6, ocorreu a sétima reunião Plenária do CREA-MA. Na ocasião foram discutidos vários temas. A pauta constava da apreciação e deliberação do balancete analítico (abril/2021) e as revisões dos registros das entidades de classe e instituições de ensino para exercício de 2022. Presidiu a sessão plenária de julho o presidente do CREA-MA, eng. civ. Luis Plécio.

#TodospeloCreaMaranhao
#creamaranhao
#plenariaCrea-MA
#confea

ALINHAMENTO 05

💻 Servidores do Crea-MA reuniram-se, de forma online, para o quinto encontro de alinhamento com o superintendente operacional, eng. amb. Sérgio Silva, mais uma oportunidade de aproximação entre os colaboradores da sede e demais inspetorias do nosso estado.

O superintendente operacional, eng. amb. Sérgio Silva, ressaltou a importância de todos os colaboradores trabalharem em sinergia para o aumento da eficácia dos atendimentos aos profissionais das engenharias e agronomia.

#TodospeloCreaMaranhao
#creamaranhao

CREA-MA teve pela 1ª vez representante na Coordenadoria Nacional das Câmaras Especializadas de Engenharia Elétrica

Durante a 3ª reunião do Colégio de Presidentes do Sistema CONFEA em Cuiabá, o CREA-MA teve pela 1ª vez representante na Coordenadoria Nacional das Câmaras Especializadas de Engenharia Elétrica. A apresentação ficou sob a responsabilidade do eng. eletric. Rogerio Moreira Lima, atual Coordenador Nacional das Câmaras Especializadas de Engenharia Elétrica e Coordenador Regional da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do CREA-MA, e teve como objetivo reforçar a importância da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) nas instalações elétricas, alertando para os perigos provenientes da MP 1040/21, art. 37 que revoga a obrigatoriedade da ART para instalações até 140 kVA.

A dispensa da Anotação de Responsabilidade Técnica traz consigo alguns perigos: dificultará a identificação e fiscalização do responsável das instalações elétricas à medida em que a ART delimita as responsabilidades e determina claramente se o profissional executou uma reforma completa ou algumas correções na obra.

Também apresenta riscos na parte elétrica considerando que a partir de 0,03 amperes já existe risco de fibrilação cardíaca e a partir de 0,5 amperes risco de parada cardíaca, demonstrando o risco da eletricidade e da importância de um profissional com a devida qualificação técnica e formação profissional para garantir a segurança das instalações elétricas.

Durante a apresentação o Coordenador Nacional das Câmaras Especializadas de Engenharia Elétrica e Coordenador Regional da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do CREA-MA, eng. eletric. Rogerio Moreira Lima, também alertou sobre os riscos da revogação do Salário Mínimo Profissional (SMP) que abre espaço para irreversível desvalorização profissional, aumentando o acobertamento e os possíveis casos de negligência, imprudência ou imperícia grave na engenharia.

CREA-MA assina acordo de cooperação técnica com o BIM Fórum Brasil

O presidente do Crea-Ma, eng. civ. Luis Plécio, assinou na última quinta-feira (1º) um acordo de cooperação técnica com o BIM Fórum Brasil (BFB) para a promoção e suporte à transformação digital no campo das engenharias, agronomia e geociências. Participaram desse momento, o Presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger; o Presidente do BFB, eng. civ. Wilton Silva Catelani; e o coordenador do CP, eng. civ. Afonso Luiz Costa Lins Júnior. A assinatura ocorreu durante a 3ª Reunião do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea, em Cuiabá.

Ação organizada pelo Crea-MA vacina mais de 2 mil profissionais contra Covid-19

Primeiro dia da vacinação direcionada aos profissionais das Engenharias, Arquitetura e Urbanismo, no SESI Araçagi, em São Luís 

Dois mil e duzentos profissionais registrados no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA), entre 23 e 73 anos de idade, foram vacinados contra a Covid-19, em São Luís, de 4 a 11 de junho. A ação foi uma parceria entre Crea-MA, Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Maranhão (CAU-MA), Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Federação das Indústrias do Maranhão (FIEMA). Cada Conselho ficou responsável pelo agendamento dos seus registrados.

Presidentes do Crea-MA, Luis Plécio, e do CAU-MA, Hermes Fonseca: união em defesa da saúde dos profissionais

Eng. civ. Caio Oliveira, 23 anos

Presidente do Crea-MA, Luis Plécio: vacinação no terceiro dia

A vacinação aos profissionais das Engenharias foi  organizada por meio de inscrições prévias no portal do Crea-MA, com prioridade aos profissionais de maior idade.

Foram vacinados todos os inscritos que compareceram ao clube do SESI, unidade do bairro Araçagi, de acordo com o agendamento organizado pelo Crea-MA. Os que não puderam comparecer na data agendada tiveram mais uma semana de prazo.

Eng. mec. Edgar Couto: “Além da expectativa”

“A rotina de trabalho das Engenharias demanda contato com muitas pessoas. Por isso, é gratificante ver os profissionais se protegendo deste vírus para seguirem com suas vidas de forma mais tranquila. Estamos muito satisfeitos em poder colaborar, disse o presidente do Crea-MA, eng. civ. Luis Plécio.Recebemos muitos feedbacks positivos dos profissionais, tanto por mensagens privadas quanto nas nossas redes sociais, o que nos deixa realizados, pois o Crea-MA existe para atendê-los”, completou o presidente, após receber a vacina no terceiro dia da ação.

RÁPIDO O planejamento foi realizado de modo que os profissionais aguardassem a vez o mínimo de tempo possível. Houve casos em que o profissional esperou menos de dez minutos, como  o caso do engenheiro mecânico Edgar Couto, 32 anos. A vacinação iniciou às 8h, e às 8h05 ele já estava vacinado. “Estou acompanhando o calendário da Prefeitura local, que está na faixa dos 44 anos de idade. Estar vacinado hoje e de forma tão rápida foi muito além da minha expectativa”, comemorou ele, no primeiro dia da vacinação.

Superintendente do SESI, Diogo Lima, superintendente de Fiscalização do Crea-MA, Wesley Assis, vice-presidente da Fiema, Fábio Nahuz, e superintendente Operacional do Crea-MA, Sérgio Silva

 

HISTÓRIAS DE VIDA

Eng. civ. Mahele Coimbra, 29

Pense numa grávida de seis meses, com o esposo internado com Covid-19 durante 15 dias, sem que ela pudesse vê-lo. E mais: durante cinco destes dias ele ficou incomunicável, com a família dependendo da ligação telefônica do hospital com o boletim médico. Foi esta situação que ela teve que enfrentar. Hoje faz dez meses que João Igor nasceu, e o presente para a mãe foi a primeira dose da vacina.

“Eu fiquei muito ansiosa quando soube da possibilidade de me vacinar logo. E nunca imaginei que esperaria só dez minutos na fila. Adorei!”.

Eng. mec. André Amorim, 29

Quatro pessoas da família dele contraíram a Covid-19, sendo três delas este ano. Apesar de ele ter muitos contatos durante a rotina diária de trabalho, diz que o fato de morar sozinho reduziu o risco de transmitir o vírus para a família. Sozinho por poucos dias, pois já está de casamento marcado. E estará vacinado!

“Excelente esta oportunidade de vacinarmos logo. Nós, que trabalhamos na manutenção e na construção, não podemos parar totalmente.Ficamos muito expostos. Gostei muito da iniciativa”.

Eng. eletric. Einstein Gomes, 35

Atualmente, sua maior preocupação é proteger a saúde de sua esposa, grávida de cinco meses. Ano passado, o casal contraiu a Covid-19, mas com sintomas leves e sem a necessidade de internação. Ele acredita que passaram ilesos por terem fortalecido a imunidade, incluindo na rotina o tratamento com ozônio. Os cuidados do casal são redobrados, por terem um filho de cinco anos com atividades na escola e em casa. Por tudo isso, ele definiu a vacina que tomou como uma “dose de esperança”. 

“Este pode ser um marco no Conselho, uma grande iniciativa em benefício dos profissionais. Muito importante”

Eng. agr. Elainy Costa, 36

“Estou feliz demais! Graças a Deus, chegou a minha vez!”, desabafou ela, assim que recebeu a vacina. Alguns de seus familiares contraíram a Covid-19, foram intubados e conseguiram se recuperar. Do seu núcleo familiar, todos já haviam sido vacinados pela idade, faltando somente ela. “Faço parte de um grupo de profissionais muito atuantes, e, assim que o Crea anunciou esta oportunidade, todos começaram a compartilhá-la. Tratei logo de fazer o cadastro, recebi a confirmação por e-mail e já estou vacinada, finalmente!”.

                                        ♦

Eng. amb. Gizele Ferreira, 34

Quando ela, que é filha única, recebeu a notícia de que sua mãe, 64 anos, internada na UTI havia 18 dias, estava com apenas 1% do funcionamento dos pulmões, suas esperanças foram quase perdidas. Gravou um áudio de despedida e pediu para a enfermeira fazer chegar aos ouvidos da mãe.

“Milagrosamente, no outro dia, minha mãe reagiu e saiu da UTI. Está conosco em casa, e eu sou só gratidão. A minha vacinação é mais uma razão para eu agradecer. Obrigada a todos que estão oferecendo esta oportunidade de vida para nós”.

Geol. Thiago Moreira, 41, conselheiro Crea-MA

No ano passado, ele contraiu a Covid-19, mas teve sintomas leves. Para não correr o risco de reinfecção, não perdeu tempo. Foi um dos primeiros a fazer seu cadastro, e às 9h já estava vacinado.

“Tenho uma viagem a trabalho, mas teria que remarcá-la, pois coincidiria com a vacinação da Prefeitura. Com esta ação do Crea-MA, pude receber a vacina e ainda cumprirei a agenda de trabalho. Tudo muito bom”.

 

                                         ♦

Geog. Wenderson Teixeira, 36

Ele trabalha com georreferenciamento e precisa viajar bastante, principalmente para o interior do Estado. Na semana que vem, por exemplo, o destino é Alto Parnaíba. Estar vacinado fará com que ele viaje com mais tranquilidade, ainda que saiba que precisa completar com a segunda dose.

“Eu não esperava uma notícia tão boa como essa.
É uma grande vitória do nosso Conselho”

 

 

Fiscalização preventiva do Crea-MA é destaque na TV

A TV Mirante (Globo) deu destaque neste sábado, 19, à fiscalização preventiva do Crea-MA no condomínio de apartamentos Barramar, no Calhau, em São Luís. O superintendente de Fiscalização, Wesley Assis, concedeu entrevista à TV e explicou que o Crea-Ma recebeu denúncia, via portal, sobre a estrutura comprometida em um dos blocos e que após a equipe de fiscalização e assessora técnica, eng. civ. Samia Carvalho, constatarem a veracidade da denúncia, foi iniciado relatório de vistoria, a fim de ser entregue aos órgãos competentes.

Clique abaixo e confira a entrevista:

 

 

Crea-MA atesta que Cond. Barramar está com suas estruturas comprometidas

Fiscalização e Assessoria Técnica do Crea-MA em vistoria no condomínio após denúncia 

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) recebeu a denúncia que alguns dos pilares de um prédio do condomínio Barramar II, no Calhau, estão com suas estruturas ameaçadas. O superintendente de Fiscalização, Wesley Assis, e a assessora técnica, engenheira civil Samia Carvalho, fizeram a vistoria no local e atestaram as péssimas condições em alguns pilares, ferragens expostas com alto grau de oxidação, comprometendo toda estrutura do prédio, trazendo riscos de acidentes na edificação.

O Condomínio Barramar foi um dos primeiros blocos de apartamentos construídos em São Luís, na década de 80. São vários blocos, de cinco pavimentos cada, e quatro unidades por andar. A estrutura é de alvenaria estrutural apoiado sobre pilotis de concreto armado.

“Estamos fazendo um trabalho preventivo e de orientação”, disse o superintendente de Fiscalização do Crea-MA. “A ausência da manutenção preventiva adequada em edificação é responsável por anomalias, comprometendo as estruturas, que, por sua vez, são causadoras de danos materiais e, às vezes, pessoais. Na nossa avaliação, é preciso intervenções na edificação para evitar possíveis acidentes”, analisa a assessora técnica. O relatório de vistoria será encaminhado à Câmara Especializada de Engenharia Civil, Geologia e Minas e à Comissão de Avaliação e Prevenção de Acidentes (CAPA) do Conselho, implantada este ano pelo Crea-MA, que deverá noticiar os órgãos e também a sindica do prédio da necessidade de intervenção na edificação, evitando assim possíveis acidentes.

Ritmo acelerado

Na última reunião da Câmara Especializada de Engenharia Civil, Geologia e Minas, dia 31, foi batido novo recorde de julgamento de processos: 1.199, chegando a mais de 3.700 processos julgados. “O acúmulo dos últimos seis anos está praticamente zerado”, avaliou o coordenador José Henrique Campos Filho. A partir de agora, a meta da Câmara será estabelecer jurisprudência sobre as demandas e autuações da Fiscalização.

Também nessa reunião foi apresentado um Relatório da Fiscalização através do qual a Superintendência de Fiscalização presta contas à Câmara de Engenharia Civil sobre as vistorias realizadas na obra que está sendo adequada à futura sede provisória do Crea-MA.