CREA-MA ASSINA TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA COM SEMHUR

Presidente Alcino Araújo, Secretario Felipe Camarão, Gerente de Fiscalização do Crea-MA, José Álvaro Costa e advogada do Conselho, Adriana Ferreira

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão assinou na tarde da última quinta-feira (07) um Termo de Cooperação Técnica, juntamente com a Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação. O convênio firmado entre os órgãos servirá para firmar auxílio mútuo e cooperação nas atividades realizadas entre ambos.
Um dos motivos para a realização do Termo foi a continuidade nas atividades da operação “Obra Legal”, realizada em parceria com a Blitz Urbana de São Luís. Além disso, outras ações serão idealizadas para que sejam realizadas em conjunto.
O secretário municipal de habitação e urbanismo Felipe Camarão agradeceu pela ´parceria, e ressaltou a importância do CREA na sociedade “o CREA-MA tem acompanhado com afinco os últimos acontecimento na cidade. Para nós, é gratificante realizarmos essa parceria” disse.

Secretario Felipe Camarão assina o termo

O presidente do Crea-MA, Eng. Mecânico Alcino Araújo Nascimento agradece a presença da equipe da SEMHUR e ressaltou que a sociedade só tem a ganhar com o convênio. “Quem vai ganhar com essa com essa assinatura de convênio é a sociedade. Essa parceria não foge às regras pois já existe uma ligação natural entre as diversas entidades de fiscalização. Ou seja, há uma junção de forças. E esse é o papel do Crea-MA na questão institucional e estamos à disposição dessas diversas entidades para contribuir com o crescimento da nossa capital e do nosso estado”. Afirmou.

Em: 08.03.2013
Por Maria Rita Machado
Crea-MA

CREA-MA DOA ALIMENTOS ARRECADADOS

nutricionista Adriana Pestana, superintendente da Defesa Civil Municipal Elitânia Barros e o Presidente do Crea-MA, Alcino Araújo

O CREA-MA realizou na tarde desta quinta-feira (07) a distribuição dos alimentos não-perecíveis arrecadados em fevereiro. Os alimentos foram entregues à Defesa Civil Municipal, representada por sua superintendente Elitânia Barros, e serão repassados às famílias atingidas pelas chuvas passadas. Dentre as áreas atingidas, a Vila Militar, APACO na Cidade Operária e Vila Conceição foram as que mais sofreram com os danos. Outras áreas como a Rua da Matança no bairro do Anil e Jambeiro também estão classificadas como áreas de risco pela Defesa Civil. Algumas famílias perderam todos os seus bens e estão desalojadas.
Cerca de 350 kgs de alimentos não-perecíveis foram arrecadados pelo CREA-MA, doados por profissionais, iniciativa privada e sociedade em geral. Roupas e sapatos também foram doados. Para a superintendente da Defesa Civil Municipal Elitânia Barros, a campanha demonstra que a solidariedade está presente em todas as esferas. “agradecemos a iniciativa do CREA-MA, que nos procurou com o intuito de ajudar às famílias e o que foi arrecadado será de grande ajuda”, disse.
O presidente do Conselho, engº mecânico Alcino Araújo, enfatizou que a campanha foi uma forma de contribuição. “A equipe estava empenhada em viabilizar a ajuda necessária para essas famílias, e deu certo. Nos sentimos felizes em ajudar”, afirmou.
Durante a cerimônia de entrega dos alimentos ainda estiveram presentes o Secretário Municipal de Urbanismo e Habitação Felipe Camarão e a nutricionista Adriana Pestana, representando a Secretaria Municipal de Segurança Alimentar.

Em: 08.03.2013
Por Maria Rita Machado
Crea-MA

CREA-MA PARTICIPA DE VISTORIA NO RIO ANIL SHOPPING

O CREA-MA acompanhou as vistorias feitas no Shopping Rio Anil, no último 28 de fevereiro. Por volta das 21h de quinta-feira (28), parte do forro lateral do primeiro piso do Shopping Rio Anil, localizado na Av. São Luís Rei de França, no Turu, desabou.
A principal causa do desmoronamento do forro, situado na praça de alimentação, foi um sobrepeso na laje do piso L1, que se movimentou e pode ter comprometido toda a estrutura do estabelecimento, segundo afirmou o laudo técnico feito pelo engenheiro responsável pelas obras do Shopping Rio Anil.
As fiscalizações foram realizadas em conjunto, pela promotora de Defesa dos Direitos do Consumidor, Lítia Cavalcanti, Grupamento de Atividades Técnicas (GAT) do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBM-MA), comandado pelo Cel. Wibirajara Figueiredo e o Conselho de Engenharia e Agronomia do Maranhão, representado por seu presidente, engº mec. Alcino Araújo. O shopping foi reaberto na última segunda-feira (04.03), após a administração divulgar laudo informando as condições da estrutura do prédio.
Alegando ter o CREA-MA sempre atuante e presente, o Engº Mec. Alcino Araújo, acompanhou todas as vistorias durante o período de interdição e liberação do shopping. “Um trabalho que vem sendo executado pelo CREA-MA e dará continuidade para garantir a segurança dos profissionais e toda a sociedade”, afirmou o presidente Alcino Araújo.

Em: 04.03.2013
Por: Suleima Neves e Maria Rita Machado
Crea-MA

INPE PROMOVE CURSO A DISTÂNCIA DE METEOROLOGIA POR SATÉLITE APLICADA À AGRICULTURA

Estão abertas as inscrições para o curso a distância de Meteorologia por Satélite aplicada à Agricultura, do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE-MCTI).
O treinamento, que é dirigido a profissionais que atuam no setor agrícola, meteorologistas, ambientalistas e áreas afins, será realizado entre 13 e 15 de março de forma interativa e em tempo real, por meio da Rede Nacional de Pesquisa e Ensino (RNP).
As inscrições podem ser feitas até as 16h (horário de Brasília) do dia 11 de março, e a taxa é de R$ 300. O valor arrecadado serve para cobrir as despesas administrativas e com postagem.
A programação, os procedimentos de inscrição e outras informações estão disponíveis em cursos.cptec.inpe.br/meteorologia-agricultura-2013/

Em: 05.03.2013
Fonte: Divisão de Satélites e Sistemas Ambientais do CPTEC/INPE

CREA-MA REALIZARÁ CERIMÔNIA PARA ENTREGA DE ALIMENTOS ARRECADADOS EM CAMPANHA

O Crea-MA realizou campanha para arrecadação de alimentos, no período de 18 a 28 de fevereiro. Cerca de 300 kg de alimentos não-perecíveis, além de roupas, foram arrecadados e serão doados às famílias da área da APACO, Vila Militar e outras localidades atingidas com as chuvas que caíram em São Luís no início de fevereiro. O projeto de arrecadação foi realizado em parceria com a Defesa Civil Municipal e contou com a colaboração de empresas como a Lastro Engenharia e Construtora Escudo, profissionais e sociedade em geral.
O objetivo da campanha, segundo o Presidente do Crea-MA, engenheiro mecânico Alcino Araújo Nascimento Filho, é ajudar às famílias prejudicadas, pois segundo dados da Defesa Civil Municipal, algumas destas famílias perderam tudo com as chuvas. “É necessário esse ato de solidariedade, chamar a atenção para as dificuldades destas famílias que perderam o que conquistaram”, disse.
A cerimônia para entrega dos alimentos arrecadados acontecerá na próxima quinta-feira, dia 07 de março, a partir das 15h30, na sede do Crea-MA, localizada na Rua Cândido Mendes nº 540, Reviver-Centro.

Em: 05.03.2013
Por: Maria Rita Machado
Crea-MA

PLANO DE MANUTENÇÃO, OPERAÇÃO E CONTROLE (PMOC) É DISCUTIDO NO CREA-MA

O CREA-MA realizou no último dia 27 de fevereiro uma reunião para discutir o Programa de Manutenção, Operação e Controle (PMOC). Estiveram presentes representantes da Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Sindclima e Semuhr. A reunião teve como objetivo proporcionar aos profissionais da área de manutenção de Sistemas de Ar condicionado treinamento para compreender, identificar oportunidades e elaborar o plano de manutenção, operação e controle de ar condicionado.
Explicando o procedimento do Programa, o facilitador da palestra, Engº Mec. Marcelo Adão Muller, relatou que a Portaria nº 3.523, de 28/08/1998 do Ministério da Saúde, tornou obrigatório implementar e manter disponível no imóvel um PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle) para os sistemas de climatização com capacidade acima de 5TR ou 60.000 BTU/H.
O presidente do CREA-MA engº mecânico Alcino Araújo falou sobre a importância de debates desse tipo, e a necessidade da capacitação aos profissionais “É fundamental que oportunidades de encontros e debates ocorram periodicamente, pois o profissional se mantém atualizado. O plano deve ser supervisionado por profissional habilitado (engenheiro mecânico ou técnico em refrigeração e ar condicionado). Esse profissional deve emitir de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) dos serviços realizados,” afirmou.

EM: 01.03.2013
Por: Suleima Neves e Maria Rita Machado
Crea-MA

REUNIÃO DEFINE FISCALIZAÇÃO EM BARES E RESTAURANTES NA CAPITAL

A Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias de Turismo (Setur) e Urbanismo e Habitação (Semurh), realizou reunião de alinhamento com proprietários de casas noturnas, bares e restaurantes da cidade. O encontro aconteceu nesta segunda-feira (25), na sede da Setur, com o objetivo de dialogar com os empresários sobre o início da fiscalização municipal em tais recintos.
Na ocasião, representantes da Prefeitura, Ministério Público e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) divulgaram que em cerca de 15 dias iniciarão o agendamento de visitas com os empresários. Cerca de 30 pessoas, na grande maioria proprietários de casas noturnas e restaurantes, participaram da reunião, convidados pela Setur, articuladora do evento. As principais exigências serão alvarás de funcionamento, laudos liberatórios, dispositivos de seguranças, licenças ambientais, entre outros.
“Estamos aqui para dialogar, seguindo umas das premissas do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Estamos interessados nessa adequação para proteger, acima de tudo, nossa população que frequenta estas casas e também a imagem de São Luís, para que não fique arranhada por algum incidente mais grave”, explicou o secretário de Turismo, Lula Fylho.
O promotor Cabral Marques, representante do Ministério Público, enfatizou que o órgão estará em alerta e trabalhando incessantemente para que a lei seja cumprida. “O Ministério Público, Corpo de Bombeiros, Prefeitura, por meio de seus diversos órgãos e Crea, iremos fiscalizar os bares, restaurantes e casas noturnas. E, para isso, antes será expedido um check list, conforme acordado, contendo as exigências da fiscalização, tudo em conformidade da com a legislação vigente, para garantir o funcionamento seguro destes estabelecimentos comerciais”, disse.
Felipe Camarão, secretário de Urbanismo e Habitação, ressaltou que a vistoria será permanente, através da Blitz Urbana, com apoios de outros órgãos. “A fiscalização será uma ação planejada. Não de repressão, mas de prevenção. Será periódica e realizada durante toda a atual gestão. Agendaremos visitas, inclusive, fora do horário de funcionamento na maioria das vezes”, enfatizou Felipe Camarão, acompanhado pelo diretor geral da Blitz Urbana, Artur Guimarães.
Uma das apoiadoras e articuladoras da reunião, a Associação de Bares, Restaurantes do Maranhão (Abrasel-MA), esteve presente com a participação do atual presidente Edson Ventura. “Isso vai trazer uma maior organização para o setor. Disponibilizaremos ambientes seguros para nossos clientes. Diminuiremos com a concorrência desleal com quem não está legalizado. Quanto mais organizado, quanto mais dentro da lei, melhor para nós, empresários, melhor para o setor como um todo”, elogiou.

Em: 26.02.2013

CREA-MA PARTICIPA DE REUNIÃO SOBRE O COLÉGIO CINTRA NA SEDE DAS PROMOTORIAS EM SÃO LUÍS

O Superintendente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão – CREA/MA Engº Civil Jorge Almir Feres participou na manhã desta quarta-feira (20.02) de reunião na sede das Promotorias em São Luís. A reunião, convocada pelo Promotor de Justiça da Defesa da Educação Dr. Paulo Silvestre Avelar, teve como assunto a vistoria realizada no Colégio CINTRA no último dia 01.02. Na ocasião, técnicos do Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária, CREA-MA e Secretaria Estadual de Educação analisaram as condições estruturais e sanitárias da escola, que não sofre reforma desde a sua fundação, há 20 anos.
Hoje novamente, representantes destas entidades e do Conselho Estadual de Educação reuniram-se para discutir os laudos feitos pelo Corpo de Bombeiros, CREA e Vigilância Sanitária, e chegar a um acordo sobre a interdição ou não da escola. O laudo produzido pelo Corpo de Bombeiros apontou falhas na segurança do prédio, tais como hidrantes defeituosos, extintores insuficientes, sinalização de emergência precária e central de GLP sem sinalização e ventilação. Além disso, foi constatado que o sistema de SPDA (pára-raios) não funciona e o sistema elétrico também precisa de recuperação. Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, a direção da escola não levou a diante as recomendações deixadas por técnicos em fiscalizações anteriores, o que torna difícil a eficácia das medidas de segurança.
Por sua vez, o laudo do CREA-MA reforçou a necessidade de manutenção, principalmente da estrutura elétrica e nos pilares de sustentação que, por serem de madeira, estão se desgastando rapidamente. Outro fator apresentado foi a iluminação de emergência, que é insuficiente. O CREA-MA evidenciou que deve haver manutenção regular, uma vez que o prédio é antigo, além de acompanhamento em conjunto. Por fim, a Vigilância Sanitária apontou em seu laudo o péssimo estado de conservação dos banheiros da escola, que ainda possuem boxes sem portas, vasos sem assento e janelas voltadas para a rua, deixando os usuários sem privacidade. A falta de ventilação nas salas de aula também foi um fator levantado no laudo da Vigilância Sanitária.
A Secretaria de Estado da Educação, juntamente com o Conselho Estadual de Educação afirmaram que tem exigido das escolas a documentação necessária para a regularização das mesmas, sempre visando ter escolas em condições plenas de estudo para alunos e funcionários. Segundo a SEEDUC, o Colégio Cintra deve passar não só por uma reforma estrutural, mas sim por uma reforma administrativa.
Diante os fatos expostos, o diretor geral da instituição Arnaldo Marinho respondeu que alguns dos problemas apresentados são referentes à época de construção da escola e que as sugestões de reparos estão sendo seguidas. Arnaldo disse ainda que é a favor da resolução dos problemas, desde que a iniciativa não prejudique os alunos, professores e funcionários da instituição, e completou dizendo que contratou alguns profissionais para fazer avaliações no prédio da escola. Ainda segundo ele, uma intervenção para eventual reforma seria demorada e geraria alto custo, além de prejudicar diretamente mais de 7 mil pessoas.
O promotor Paulo Silvestre finalizou a reunião, dizendo que a função do Ministério Público é trabalhar com a intenção de defender os interesses coletivos. Citou exemplos de outras escolas onde foram firmados TAC’s (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Governo Estadual, sem maiores complicações, para reforma das mesmas e disse que não é justo ferir os interesses das pessoas que dependem da escola. Segundo ele, o CINTRA deve atender aos requisitos mínimos de segurança para que o período letivo na escola comece.
Uma nova vistoria conjunta entre o CREA-MA, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e SEEDUC foi marcada para o próximo dia 25 de fevereiro, às 9 da manhã no CINTRA. O laudo conclusivo será entregue em reunião no próximo dia 27 de fevereiro, em reunião na sede das Promotorias.

8º CNP E 70ª SOEA SERÃO LANÇADOS OFICIALMENTE NO DIA 18 DE ABRIL

Durante a reunião do Colégio de Presidentes, o secretário da Comissão Organizadora da Soea (ConSoea), Renato Costa,  comunicou que  a cerimônia de lançamento oficial da 70ª Soea (Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia) e do 8º CNP (Congresso Nacional de Profissionais) será no dia 18 de abril na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.
Renato Costa e o assessor da presidência Edison Macedo ainda apresentaram o formato dos eventos com as atualizações até o momento. O tema do 8º CNP será “Marco Legal: competência profissional para o desenvolvimento nacional”.  Já a 70ª Soea, vai discutir “Legislação Aperfeiçoada: Valorização Profissional e Segurança à Sociedade”.
Macedo lembrou que o processo do CNP teve início na 69ª Soea onde os temas já foram debatidos com os profissionais e lideranças. Depois de apresentar o histórico do CNP, Edison Macedo reforçou que os “CNPs são processos e não eventos isolados”. Os eventos regionais, que são precursores, já começaram em alguns Creas e vão até junho. Já os congressos estaduais devem acontecer até julho para que na sequência haja a sistematização estadual e, posteriormente, a nacional. A primeira etapa do CNP será em Gramado, no mês de setembro.
Na segunda fase do Congresso, prevista para novembro em Brasília, as minutas de resolução devem ser concluídas e apresentados os anteprojetos de leis. Os temas serão desdobrados em eixos temáticos como formação profissional; exercício profissional; organização do Sistema; integração profissional e social; e inserção internacional; aperfeiçoamento das Normas; valorização profissional; fundamentação dos princípios éticos; e desenvolvimento sustentável. Os temas foram resultado de uma pesquisa da comissão organizadora dos eventos junto às lideranças.
Nos dias 4 e 5 de março acontecerá, em Gramado (RS), a 2ª reunião da ConSoea e CNP, em que será definido o calendário de reuniões dos congressos estaduais e regionais, além do número de delegados institucionais e convidados.

 

Em: 21.02.2012
Por:Fernanda Pimentel/Equipe de Comunicação do Confea